Categorias 2021

Nesta edição, a penetração do prêmio aumentou significativamente, expandindo de 50 para 87 categorias contempladas. Agora o iBest também aponta as principais revelações em Moda, Beleza, Humor e E-Commerce; melhores por estado e iniciativas ESG, com boas práticas ambientais, sociais e de diversidade, entre outros assuntos de importância no mundo digital.

CONTEÚDO

  • Ações Sociais: Iniciativas digitais que criam, compartilham, abordam, discutem,   viabilizam e promovem ações da sociedade civil que tenham o intuito de gerar impacto social positivo na vida dos cidadãos através projetos de diferentes naturezas como, mas não se limitando à econômica, de infra-estrutura, social, esportiva, cultural, profissional, emocional, de inserção e reinserção social, comunicação etc..
     

  • Beleza: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados à beleza, cosméticos, maquiagem, seja em sites, apps e redes sociais.
     

  • Revelação em Beleza: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados à beleza, cosméticos, maquiagem, seja em sites, apps e redes sociais e que tenham iniciado suas operações a partir de 01/01/2018.

  • Brand Persona: Iniciativas digitais institucionais e/ou de marcas que construam, promovam, divulguem, atendam ou interajam com consumidores através de diferentes canais de comunicação e mídia com branding, voz, tom, linguagem ou personalidade humanizados, característicos e bem definidos, com ou sem um avatar próprio.

  • Celebridades e Fofocas: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados às celebridades nacionais e internacionais, show business e seu ecossistema.

  • Cinema, TV e Streaming: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados às obras, peças autorais e produções audiovisuais realizadas para exibição e distribuição através do Cinema, da TV e de plataformas de Streaming.
     

  • Comportamento e Família: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados ao comportamento e relacionamento pessoal humano, criação de filhos e maternidade, vida sustentável em sites, apps e redes sociais.
     

  • Creator do Ano: Iniciativas digitais que criam conteúdo autoral próprio para exposição, distribuição e promoção em sites, apps e redes sociais.
     

  • Creator Revelação: Iniciativas digitais que criam conteúdo autoral próprio para exposição, distribuição e promoção em sites, apps e redes sociais e que tenham iniciado a fazê-lo a partir de 01/01/2018.

  • 32- Cultura e Curiosidades: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados a assuntos diversos de interesse geral e irrestrito, notícias sobre nichos e regionalidades específicos, sobre arte em geral,  curiosidades, peculiaridades e culturas globais, regionais ou locais, seja por meio de redes sociais, aplicativo ou site. 

  • Desenvolvimento Pessoal: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados ao desenvolvimento de habilidades pessoais, sejam elas autoconhecimento, autoconfiança, autoconsciência, autoestima, planos de desenvolvimento pessoal para criação ou melhoria de hábitos e conhecimentos. Podem concorrer nessa categoria iniciativas digitais que compartilhem conteúdo relacionado a outras categorias, como organização financeira e espiritualidade, desde que o conteúdo seja voltado para o desenvolvimento das habilidades pessoais necessárias para a área, seja em sites, apps ou redes sociais.

  • Decoração e Organização: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados a decoração de interiores, objetos decorativos, organizadores, técnicas de organização de espaços, tutoriais “faça você mesmo”, dicas e correlatos, em sites, apps e redes sociais.
     

  • Diversidade e Inclusão: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados a discussões sobre o assunto e que visem alcançar e assegurar a igualdade, diversidade e inclusão de todos os gêneros, raças, credos, faixas etárias, condições físicas e mentais em aspectos culturais, educacionais, econômicos, de oportunidades, de acesso, profissionais e políticos em sites, apps e redes sociais.
     

  • Economia e Negócios: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados a empreendedorismo, economia, negócios em geral, nova economia, marketing digital, mídias e assuntos correlatos, seja em sites, apps ou redes sociais.
     

  • Educação: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados à educação, como em universidades, escolas, cursos e cursinhos, seja em sites, apps e redes sociais.
     

  • Empreendedor Digital: Empreendedores que tenham se destacado na criação, desenvolvimento ou gestão das maiores e mais relevantes iniciativas digitais do Brasil. 
     

  • Esportes: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados a esportes, como os relativos às modalidades esportivas, notícias do esporte, atletas, especialistas, educadores físicos, treinadores e correlatos, em sites, apps e redes sociais.

  • Atleta Influenciador: Iniciativas digitais de atletas profissionais brasileiros, de todos os gêneros, e de todas as modalidades esportivas (à exceção do futebol de campo), e que sejam produtores de conteúdo original, usando sua própria imagem para a divulgação deste conteúdo. 

  • Futebolista Influenciador: Iniciativas digitais de jogadores profissionais de futebol brasileiros, de todos os gêneros, na modalidade exclusiva do futebol de campo, e que sejam produtores de conteúdo original, usando sua própria imagem para a divulgação deste conteúdo. Obs: os inscritos nesta categoria não poderão concorrer na categoria Atleta Influenciador.
     

  • Fitness e Wellness: Iniciativa que produz conteúdo sobre temas relacionados ao fitness e bem-estar, como treinamentos físicos, disciplinas e modalidades de treinamento físico, mental de qualquer natureza, nutrição e suplementação alimentar com foco em performance, meditação, relaxamento, alongamento, esportes de nível amador e pro-amateur como corrida, natação em mar aberto, ciclismo ou triathlon, musculação, lutas e yoga seja em sites, apps e redes sociais. Obs: iniciativas com abordagem científicas correlacionadas com esta categoria no campo de medicina esportiva, anti-aging, fisioterapia, tratamentos de recuperação e prevenção de lesões físicas, deverão concorrer na categoria de Saúde.
     

  • Gamer do Ano: Iniciativas digitais de gamers brasileiros ou residentes no Brasil que tenham o mundo de jogos como o principal trabalho ou hobby, e que sejam dedicados a este campo desde antes de 01/01/2018. As iniciativas devem ter como principal foco no mundo digital a produção de conteúdo ou interação em games,  em estilos como ação, aventura, estratégia, RPG, esporte, corrida, fantasia, simulação e casuais, além de e-Sports  (como em RTS, luta, FPS e MOBA, entre outros), seja por tutoriais, comentários, walk-through, análises, experiências, unpacking e correlatos, em sites, apps e redes sociais. Obs: os inscritos nesta categoria não poderão concorrer também na categoria de “Conteúdo de Games" e vice-versa. 
     

  • Conteúdo de Games: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados a jogos eletrônicos interligados via internet, em estilos como ação, aventura, estratégia, RPG, esporte, corrida, fantasia, simulação e casuais, além de e-Sports  (como em RTS, luta, FPS, MOBA, entre outros), seja por tutoriais, comentários, análises, experiências, unpacking e correlatos, em sites, apps e redes sociais. Obs: os inscritos nesta categoria não poderão concorrer também na categoria de “Gamer do Ano” e vice-versa. 
     

  • Gastronomia e Culinária: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados ao universo da gastronomia, como informações, notícias e materiais sobre restaurantes, chefs de cozinha, cozinheiros, confeiteiros, receitas e assuntos correlatos à gastronomia, em sites, apps e redes sociais.
     

  • Humor: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos humorísticos, sejam canais, programas, podcasts e outros, em sites, apps e redes sociais. 

  • Revelação em Humor: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos humorísticos, sejam canais, programas, podcasts e outros, em sites, apps e redes sociais que tenham iniciado suas atividades a partir de 01/01/2018.
     

  • Infantil: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados ao público infantil, publicações especializadas, programações infantis, brinquedos, conteúdos voltados para crianças, entre outros, em sites, apps e redes sociais.
     

  • Investimentos: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados ao mercado financeiro e investimentos, como em informações e notícias sobre o mercado, análise de empresas, educação do investidor e apoio nas decisões de trade, como em casas de research e iniciativas de notícias do segmento e apoios correlatos, seja em sites, apps e redes sociais. Obs: não concorre nesta categoria iniciativa que esteja concorrendo com a mesma marca a melhor Corretora Digital.
     

  • LGBTQIA+: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados e focados nas comunidades LGBTQIA+, seus temas, bandeiras, causas de interesse, opiniões, notícias e assuntos correlatos, seja em sites, apps e redes sociais.

  • Meio Ambiente & Sustentabilidade: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados e focados nos temas de meio ambiente, ecologia, ativismo ambiental, agronegócio, recursos naturais, sustentabilidade, economia circular, cadeia de produção, modelos, políticas e matrizes econômicas e energéticas sustentáveis e assuntos, discussões, notícias, informações, opiniões, bandeiras, assuntos correlatos e causas de interesse, seja em sites, apps e redes sociais.
     

  • Moda: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados à moda, styling e tendências, seja em sites, apps e redes sociais.
     

  • Revelação em Moda: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados à moda, styling e tendências, seja em sites, apps e redes sociais que tenham iniciado suas atividades a partir de 01/01/2018.

  • Notícias e Jornalismo: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados às notícias, informações, matérias jornalísticas, análises de mercados e assuntos correlatos, por meio de equipe própria para curadoria ou redação, em sites, apps e redes sociais. Obs: não serão consideradas iniciativas que essencialmente desenvolvam seu conteúdo via agregadores automatizados, sem curadoria humana. Obs 2: não poderá se inscrever nesta categoria iniciativa que esteja inscrita em “Opinião e Cidadania” e vice-versa.
     

  • Opinião e Cidadania: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados a opiniões pessoais sobre temas variados, irrestritos, relevantes e de amplo interesse para os cidadãos em geral, em sites, apps e redes sociais. Obs 1: não serão consideradas iniciativas que essencialmente desenvolvam seu conteúdo via agregadores automatizados, sem curadoria humana. Obs 2: não poderá se inscrever nesta categoria iniciativa que esteja inscrita em “Política” e vice-versa. Obs 3: não poderá se inscrever nesta categoria  iniciativa que esteja inscrita em "Notícias e Jornalismo” nem “Política” e vice-versa.
     

  • Personalidade do Ano: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados a personalidades brasileiras, como influencers, artistas, cantores e cantoras, atores e atrizes, cineastas, esportistas, apresentadores e apresentadoras, empresários e empresárias, e personalidades em geral, seja em sites, apps e redes sociais.
     

  • Personalidade Revelação: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados a personalidades brasileiras, como influencers, artistas, cantores e cantoras, atores e atrizes, cineastas, esportistas, apresentadores e apresentadoras, empresários e empresárias, e personalidades em geral, seja em sites, apps e redes sociais que tenham iniciado suas operações depois de 01/01/2018.
     

  • Personalidade de Música: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados a personalidades da indústria musical  brasileira, como cantores, bandas, produtores, músicos, instrumentistas, diretores, agentes, promotores etc, seja em sites, apps e redes sociais. Obs: não poderá se inscrever nesta categoria iniciativa que esteja inscrita em “Personalidade Religiosa do Ano”.
     

  • Personalidade de Música Revelação: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados a personalidades da indústria da música  brasileira, como cantores, bandas, produtores, músicos, instrumentistas, diretores, agentes, promotores etc, seja em sites, apps e redes sociais que tenham iniciado suas operações depois de 01/01/2018.
     

  • Personalidade Religiosa do Ano: Iniciativas digitais que criam e compartilham conteúdos relacionados a personalidades religiosas, tais como líderes religiosos como padres, pastores e rabinos, além de cantores e cantoras gospel e entidades correlatas em sites, apps e redes sociais. Obs: o Prêmio iBest não apoia nem segue qualquer personalidade religiosa. As opiniões das iniciativas não refletem a opinião do iBest, da mesma forma que o subsequente resultado das votações. 
     

  • Pets: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados a animais de estimação, incluindo assuntos como cuidados, acessórios, dicas e assuntos correlatos, em sites, apps e redes sociais. Obs: em caráter de exceção, concorrem nessa categoria também os e-commerce para animais de estimação - iniciativas digitais que comercializam produtos, acessórios, brinquedos, itens de cuidados, ração, medicamentos, entre outros.
     

  • Podcast: Iniciativas digitais que criam ou reproduzem conteúdos no formato podcast. Concorrem nessa categoria as iniciativas digitais que compartilham seu conteúdo dentro de contas específicas usando plataformas de streaming de podcast, como Spotify, Deezer, entre outros. Obs: não poderá se inscrever nesta categoria iniciativa que esteja inscrita em “Educação” e vice-versa.
     

  • Política: Iniciativas digitais que criam, compartilham conteúdos relacionados à política, como na organização, direção e administração da Nação ou Estados; ciência política e assuntos correlatos, seja em sites, apps e redes sociais. Obs 1: Não concorrem nesta categoria iniciativas de conteúdo político pertencentes a políticos em atual mandato, assim como personalidades políticas. Obs 2: não poderá se inscrever nesta categoria iniciativa que esteja inscrita em “Opinião e Cidadania” e vice-versa.
    Importante: O Prêmio iBest não apoia nenhum partido político, político ou candidato. Não possui opinião política própria, nem a intenção de apontar direção, tendência ou opinião política. As opiniões das iniciativas não refletem uma opinião do iBest (que é apenas uma entidade organizadora e que não possui opinião), da mesma forma que o subsequente resultado das votações. Os finalistas TOP10 foram determinados unicamente pela relevância de suas redes sociais, sites e apps, da mesma forma que todos os finalistas em todas as categorias do Prêmio. A relevância foi medida numericamente por métricas, como as referentes ao alcance e engajamento das iniciativas em sites, apps e redes sociais. Em todas as categorias, empresas e pessoas físicas podem concorrer diretamente, sendo que pessoas e empresas têm a mesma percepção diante do algoritmo de medição. Para uma iniciativa/personalidade ser apontada como apta para uma categoria, esta deve ter um volume significativo de seu público que busque aquele tipo de conteúdo apontando categoria, seja ou não feito de forma exclusiva. Existem várias iniciativas e indivíduos significativos que fazem conteúdo relativo a política e cidadania, e os que foram apontados como TOP10 são aqueles que possuem os maiores resultados no universo digital, de acordo com o algoritmo matemático do iBest.
     

  •  Religiões e Crenças: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados a religião, seitas, cultos, entre outros assuntos correlatos, em sites, apps e redes sociais.
    Observação: O Prêmio iBest não tem posição religiosa e não se propõe a comparar as religiões/crenças entre si. O apontamento dos melhores é julgado de acordo com a sua presença digital, não entrando no mérito das crenças religiosas em si, nem sobre o conteúdo de cada iniciativa. 
     

  • Saúde: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados à saúde física e mental, medicina e especialidades médicas, saúde preventiva, medicina alternativa, nutrição, e não voltada à performance esportiva, entre outros correlatos, em sites, apps e redes sociais.
     

  • Tecnologia: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados à tecnologia, celulares, aparelhos eletrônicos, informática, programação, dicas e tutoriais e assuntos correlatos, em sites, apps e redes sociais.
     

  • Times de Futebol: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados aos times de futebol brasileiros e suas torcidas esportivas, em sites, apps e redes sociais. 
     

  • Viagem e Turismo: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos relacionados a viagens, hotéis, destinos, dicas, promoções, guias de turismo, em sites, apps e redes sociais.
     

  • Instagrammer do Ano: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos de natureza ampla ou específica de maneira focada no público, formatos, funcionalidades, objetivos e linguagens específicas do Instagram como plataforma de mídia e distribuição.
     

  • Influenciador Linkedin do Ano: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos de natureza ampla ou específica de maneira focada no público, formatos, funcionalidades, objetivos e linguagens específicas do Linkedin como plataforma de mídia e distribuição.
     

  • Tiktoker do Ano: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos de natureza ampla ou específica de maneira focada no público, formatos, funcionalidades, objetivos e linguagens específicas do TikTok como plataforma de mídia e distribuição.
     

  • Influenciador Twitter do Ano: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos de natureza ampla ou específica de maneira focada no público, formatos, funcionalidades, objetivos e linguagens específicas do Twitter como plataforma de mídia e distribuição.
     

  • Youtuber do Ano: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos de natureza ampla ou específica de maneira focada no público, formatos, funcionalidades, objetivos e linguagens específicas do Youtube como plataforma de mídia e distribuição.

  • Twitcher do Ano: Iniciativas digitais que criam, compartilham e/ou comercializam conteúdos de natureza ampla ou específica de maneira focada no público, formatos, funcionalidades, objetivos e linguagens específicas do Twitch como plataforma de mídia e distribuição.
     

  • Influenciador do Ano - BA: Iniciativas digitais que possuem audiência relevante e que criam conteúdo autoral próprio para exposição, distribuição e promoção em sites, apps e redes sociais, tendo sua produção ou residência principal no estado da Bahia.
     

  • Influenciador do Ano - DF: Iniciativas digitais que possuem audiência relevante e que criam conteúdo autoral próprio para exposição, distribuição e promoção em sites, apps e redes sociais, tendo sua produção ou residência principal no estado do Distrito Federal.

  • Influenciador do Ano - GO: Iniciativas digitais que possuem audiência relevante e que criam conteúdo autoral próprio para exposição, distribuição e promoção em sites, apps e redes sociais, tendo sua produção ou residência principal no estado de Goiás.

  • Influenciador do Ano - MG: Iniciativas digitais que possuem audiência relevante e que criam conteúdo autoral próprio para exposição, distribuição e promoção em sites, apps e redes sociais, tendo sua produção ou residência principal no estado de Minas Gerais.
     

  • Influenciador do Ano - PR: Iniciativas digitais que possuem audiência relevante e que criam conteúdo autoral próprio para exposição, distribuição e promoção em sites, apps e redes sociais, tendo sua produção ou residência principal no estado do Paraná.
     

  • Influenciador do Ano - RJ: Iniciativas digitais que possuem audiência relevante e que criam conteúdo autoral próprio para exposição, distribuição e promoção em sites, apps e redes sociais, tendo sua produção ou residência principal no estado do Rio de Janeiro.
     

  • Influenciador do Ano - RS: Iniciativas digitais que possuem audiência relevante e que criam conteúdo autoral próprio para exposição, distribuição e promoção em sites, apps e redes sociais, tendo sua produção ou residência principal no estado do Rio Grande do Sul.
     

  • Influenciador do Ano - SC: Iniciativas digitais que possuem audiência relevante e que criam conteúdo autoral próprio para exposição, distribuição e promoção em sites, apps e redes sociais, tendo sua produção ou residência principal no estado de Santa Catarina.
     

  • Influenciador do Ano - SP: Iniciativas digitais que possuem audiência relevante e que criam conteúdo autoral próprio para exposição, distribuição e promoção em sites, apps e redes sociais, tendo sua produção ou residência principal no estado de São Paulo.
     

  • Influenciador do Ano - PE: Iniciativas digitais que possuem audiência relevante e que criam conteúdo autoral próprio para exposição, distribuição e promoção em sites, apps e redes sociais, tendo sua produção ou residência principal no estado de Pernambuco.

SERVIÇOS

  • Adquirência: Iniciativa digital de adquirentes/credenciadoras, que ofereça serviços de liquidação de transações financeiras por meio de cartão de crédito e débito, comunicando as bandeiras de cartão e os bancos emissores. Deverão ser companhias certificadas pelo Banco Central e que possuem a autorização das bandeiras de cartão. Oferece POS (mundo físico) ou gateway de pagamento (e-commerce). Será julgada a percepção de marca e qualidade dos serviços na ótica do consumidor final (PF), uma vez que a votação é aberta, incluindo votantes PF e PJ.

  • Bancos Digitais: Iniciativa digital que agregue conjuntos abrangentes de serviços bancários e se posicione, exclusivamente ou não, como um banco digital. Deve oferecer serviços como transferências, pagamentos de contas, investimentos, empréstimos, seguros, cartão de crédito e outros, sendo as operações bancárias realizadas de forma digital, seja por meio de aplicativo ou site. 

  • Corretoras Digitais: Iniciativas digitais que sejam corretoras de valores e que possuam operação digital, e provenham serviços relacionados a investimentos financeiros, como os atrelados às ações, opções, fundos, moedas estrangeiras, tesouro direto, fundos bancários, poupança, títulos bancários, criptomoedas, previdência privada, títulos de capitalização, imóveis e outros. Pode ou não trabalhar em conjunto ou fazer parte de uma grande instituição financeira tradicional. 
     

  • Delivery: Iniciativa digital que gerencie, ofereça e comercialize serviços relacionados à gestão de/ou entrega de alimentos, produtos ou encomendas para o consumidor final, sendo ou não a empresa contratada a responsável pela efetiva entrega. 

  • Economia Colaborativa: Iniciativa digital que oferece, intermedia e comercializa um conjunto de produtos ou serviços de recursos humanos, físicos ou intelectuais, para o consumidor final. Notadamente, devem em geral pertencer a mercados de redistribuição (por exemplo, venda de segunda mão) ou estilo de vida colaborativo (por ex, escritórios de coworking) ou sistemas de acesso a produtos e serviços (por exemplo compartilhamento de transporte ou moradias). Para iniciativas colaborativas sem fins comerciais, será permitida a participação de iniciativas internacionais sem filial estabelecida no território nacional, desde que possua o suporte em português. 
     

  • Edutech: Iniciativa digital que ofereça e comercialize serviços relacionados à educação e ensino, a partir de uma plataforma tecnológica, e, especialmente, com grade curricular a ser cumprida e possibilidade de diploma ou certificado na conclusão, como em universidades, escolas, cursos e cursinhos.
     

  • Fintech: Iniciativa digital originalmente criada com o objetivo de utilizar tecnologia para melhoria de processos em serviços financeiros, de forma digital, em B2C. Para fins de adequação e restrição do escopo, será definido que é necessária a presença de ativos sob gestão da fintech, e que o serviço deva ser preferencialmente utilizado via smartphone e para consumidores finais.  Como exemplo de tipos de serviços, temos aqueles associados à oferta ou às melhorias em serviços de contas digitais, pagamento de contas, transferência, saque e recebimento online, cartão de crédito, corretoras, antecipação de recebíveis, seguros, empréstimos e financiamentos. Só poderá concorrer nesta categoria as fintechs que tenham domínio ou marca própria, não vinculado diretamente ao domínio (URL) ou de um banco.

  • Revelação Fintech: Iniciativa digital originalmente criada com o objetivo de utilizar tecnologia para melhoria de processos em serviços financeiros, de forma digital, em B2C. Para fins de adequação e restrição do escopo, será definido que é necessária a presença de ativos sob gestão da fintech, e que o serviço deva ser preferencialmente utilizado via smartphone, e para consumidores finais, com tipos seguindo os exemplos listados no item 13 acima e que tenham iniciado suas operações após 01/01/2018.

  • Inovação em Serviços Financeiros: Iniciativas que apresentem ou sejam novos serviços ou processos relativos à área de tecnologia aplicados ao setor financeiro e que transformem, positivamente e significativamente, a experiência dos clientes que utilizam esse determinado serviço. 

  • Superapps: Iniciativa de pagamentos e transações, por meio de aplicativo, que agrega vários serviços e opções de compra para o consumidor, especialmente por meio de uma carteira digital com meios eletrônicos de pagamentos, para compras online ou presenciais. Deve necessariamente também incluir no leque de serviços alguma iniciativa que não seja da mesma proprietária do superapp. Pode incluir mobile banking, mobile payment e contactless payment. Serão consideradas as iniciativas com foco em consumidor final e que permitam que as transações sejam feitas utilizando o smartphone, com biometria e/ou QR Codes.

  • HealthTech: Iniciativa digital que ofereça e/ou comercialize serviços relacionados à saúde, serviços médicos, facilitação de diagnósticos, comunicação com o médico, controle peso, sinais vitais, diagnóstico, medicina preventiva, bons hábitos, fertilidade e ciclos, sono etc. 

  • Governo: Iniciativa digital que ofereça serviços relacionados ao governo, como os relacionados a impostos, relacionamento com empresas públicas, concursos, constituição, justiça, relacionamento com órgãos governamentais, ministérios, secretarias e serviços associados, entre outros e que possa ser utilizado preferencialmente a partir de apps.

  • Streaming de Vídeo e Música: Iniciativa digital que ofereça ou comercialize, via streaming ou download de vídeo e/ou música, conteúdo multimídia através da internet, englobando conteúdos como filmes, séries, docs, músicas, podcasts. Pode ser ofertado o conteúdo como gratuito, por assinaturas ou vendas de conteúdos unitários, tendo como foco o consumidor final.

  • Mobilidade: Iniciativa digital que ofereça, intermeie ou comercialize serviços como contratação de transporte para o consumidor final, relacionados a transporte terrestre, fluvial ou aéreo, empresas rodoviárias, locadoras de automóveis, patinetes, empresas de transporte de passageiros e serviços associados, entre outros, incluindo iniciativas de economia compartilhada. 

  • Programas de Fidelidade: Iniciativa digital focada na fidelização em curto, médio e longo prazos de clientes através da oferta de produtos, serviços, experiências ou qualquer tipo de vantagens e que promovam e estimulem o relacionamento e comunicação contínua e maximizada entre clientes e marcas.
     

  • ​Relacionamentos: Iniciativa digital focada na intermediação e promoção da busca, interação e comunicação entre pessoas interessadas em relacionamento pessoal, como em amizades, namoros, encontros e correlatos,  em nível privado e pessoal. Não inclui iniciativas, plataformas de mídias sociais, aplicativos e serviços de comunicação com foco original em relacionamentos do campo profissional e social, tais como Instagram, Facebook, Whattsapp, Linkedin, Twitter, Messenger, Slack, Skype, Pinterest etc

E-COMMERCE

  • Supermercados: Comércio eletrônico de itens de supermercado e despensa, como bebidas e alimentos, produtos de limpeza, material de escritório, higiene, nutrição e suplementação, entre outros. O foco deve ser em produtos que podem ser estocados e transferíveis, e obrigatória também a disponibilização de alimentos perecíveis. Não deve ter como foco alimentos preparados, que possuem categoria própria. 

  • Marketplaces: Comércio eletrônico de quaisquer produtos físicos, sejam por exemplo produtos de prateleira ou alimentos prontos, e que reúne diversos vendedores em uma única plataforma, sendo esta normalmente responsável pela venda, segurança, confidencialidade, formas de pagamento, investimento em marketing e o repasse das vendas para o vendedor, estabelecendo as regras de arrependimento, política de trocas e devoluções. Os produtos podem ser novos e/ou usados, em B2C e/ou C2C. O marketplace pode ou não ter como um dos vendedores a própria entidade que gerencia o marketplace. 

  • Restaurantes e Cozinhas: Comércio eletrônico de alimentos com foco em produtos prontos para consumo, exigindo que o fornecedor tenha tido o serviço de preparo.

  • Experiência de Compra: Avaliação do melhor conjunto de impressões que os clientes têm durante todo o processo de compra em um certo e-commerce, incluindo suas percepções e sentimentos após a conclusão do pedido, recebimento do produto e atendimento pós venda recebido. 

  • Revelação em E-commerce: Comércio eletrônico de quaisquer segmentos que tenham iniciado suas operações a partir de 01/01/2018.

  • Inovação em E-commerce: Iniciativas de e-commerce que tenham apresentado inovação no processo de pesquisa, compra, fulfillment, sortimento,  pós-venda ou qualquer outro considerado como parte integrante do e-commerce na visão dos  consumidores ou dos parceiros de negócio, inclusive fornecedores. Pode, por exemplo, ser inovação tecnológica ou administrativa, radical ou incremental, de produto ou de processos.

ESPECIAIS

  • Agência de Influenciadores: Agência com foco no apoio ao trabalho do influenciador e, especialmente, na intermediação da relação comercial de seus clientes com o mercado publicitário.

 

  • Agência de Marketing Digital: Agência com oferta de serviços abrangendo produtos digitais, mídia digital, branding e serviços de publicidade em geral focados no digital.

 

  • Agência de Marketing e Performance: Agência com oferta de serviços com foco em mídia, conversão e funil de vendas.